Para uma melhor experiência neste site, utilize um navegador mais moderno. Clique nas opções abaixo para ir à página de download
Indicamos essas 4 opções:

Google Chrome Opera Mozilla Firefox Microsoft Edge
Ok, estou ciente e quero continuar usando um navegador inferior.

Associação Catarinense de Imprensa anuncia vencedores do 3° Prêmio ACI OCESC de Jornalismo

Evento lotou auditório na Assembleia Legislativa de SC na noite de terça, 27, e prestigiou nomes da imprensa catarinense e do país

Por Ligado no Sul28/02/2024 11h30
Foto/Divulgação

A Associação Catarinense de Imprensa realizou nessa terça-feira, 27, a solenidade de entrega do 3° Prêmio ACI OCESC de Jornalismo. A cerimônia reuniu mais de 200 jornalistas, profissionais da comunicação, autoridades e estudantes de jornalismo. O prêmio tem como objetivo principal estimular a produção de um jornalismo de qualidade, além de valorizar as produções catarinenses.

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, Mauro de Nadal, destacou a relevância do papel do jornalista na sociedade e de eventos como o Prêmio ACI OCESC de Jornalismo. “A importância desse ato é ímpar. Nós que vivemos e militamos na vida pública temos por hábito, e até mesmo por força de lei,  homenagear muitas vezes personalidades no momento que partiram. Mas estar reconhecendo em vida pessoas importantes que fazem com que a boa mensagem, a mensagem correta, chegue ao conhecimento de todo o catarinense é mais gratificante ainda”.
Com mais de 450 trabalhos inscritos, a equipe de 35 jurados avaliou as três reportagens destaque nas categorias: Cooperativismo, Texto, Vídeo, Áudio, Fotojornalismo, Webjornalismo e Jornalismo Universitário. Somando um total de mais de 90 mil reais, a premiação também contou com troféus aos primeiros lugares, desenvolvido pela FabLab Campeche e Pronto 3D, da Faculdade SATC.Em discurso, a jornalista e presidente da ACI, Déborah Almada, ressaltou o protagonismo do repórter no fazer jornalístico e defendeu a volta da obrigatoriedade do diploma para exercício da profissão. “É ao repórter que cabe olhar para o mais vulnerável. Apurar, ler cenários, desconfiar, confrontar versões, não aceitar a primeira informação. Essa apuração tem técnica e ela é ensinada nas escolas de jornalismo e aprimorada ao longo dos anos. É verdade que erros ocorrem com mais frequência do que gostaríamos, mas os bons jornalistas sabem que os erros devem ser corrigidos imediatamente – e o fazem sem temer a exposição. Faço esse breve resumo do que é ser jornalista, para reforçar aqui uma pauta que é urgente para todos nós jornalistas: a defesa incondicional do diploma de jornalismo, infelizmente derrubado pelo Supremo Tribunal Federal em 2009”.O evento contou com homenagem ao repórter Yan Boechat, que marcou presença de maneira remota, em vídeo gravado diretamente da Ucrânia, onde faz a cobertura da guerra contra a Rússia. “Eu quero agradecer de forma muito profunda à Associação Catarinense de Imprensa, eu me sinto extremamente orgulhoso e honrado pela escolha do meu nome para esta homenagem. Santa Catarina tem uma importância fundamental na minha vida pessoal, mas principalmente na minha carreira”, afirmou.O Prêmio ACI OCESC de Jornalismo é uma co-realização da Associação Catarinense de Imprensa e Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (OCESC), e sua 3° edição teve apoio da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Sindicato dos Fiscais da Fazenda do Estado de Santa Catarina (SINDIFISCO) e Alínea Urbanismo.