Para uma melhor experiência neste site, utilize um navegador mais moderno. Clique nas opções abaixo para ir à página de download
Indicamos essas 4 opções:

Google Chrome Opera Mozilla Firefox Microsoft Edge
Ok, estou ciente e quero continuar usando um navegador inferior.

BLOG

Vanessa Perin
Comunicação para Negócios

Vanessa Perin
Vanessa Perin é mentora de Comunicação para negócios.
Graduada em Letras, pela UNISUL, com pós em Coaching Educacional e Oratória, potencializa os resultados de empresas por meio de uma comunicação clara e assertiva.

Desvendando o poder dos pronomes. Por Vanessa Perin

Por Vanessa Perin14/05/2024 15h15

Os pronomes são elementos essenciais na construção de frases em português. Eles substituem ou fazem referência a outros termos na frase. Entretanto, seu uso inadequado leva a ambiguidades e dificulta a compreensão do texto.

Um erro comum é o uso ambíguo de pronomes, em que não fica claro a que termo na frase a pessoa está se referindo. Por exemplo, na frase “Ela entregou o relatório para eles.”, não fica claro quem está entregando o relatório e para quem. Uma forma de evitar essa ambiguidade é reestruturar a frase para “A gerente entregou o relatório aos funcionários do setor financeiro”.

Outro erro é o uso de pronomes no lugar de substantivos sem deixar claro a que se referem. Por exemplo, em “Ele disse que viu”, é importante especificar o que ele viu, para evitar ambiguidade. Ideal: Ele disse que viu a chave sobre a mesa.

Utilizar os pronomes corretamente é essencial para uma comunicação clara e eficaz. Ao prestar atenção ao contexto e garantir que os pronomes estejam claramente associados aos termos que substituem, os escritores podem evitar ambiguidades e garantir que sua mensagem seja compreendida como pretendido.

O conhecimento está a um clique de distância. Acompanhe-me no Instagram @vanessaperinn e descubra as respostas que você procura.

1
0

O dilema das concordâncias. Por Vanessa Perin

Por Vanessa Perin08/05/2024 14h30

As concordâncias verbal e nominal são um aspecto fundamental da gramática que muitas pessoas têm dificuldade seja na hora de pôr as ideias no papel ou através da fala.

Na concordância verbal, o verbo deve concordar em número e pessoa com o sujeito da frase. Por exemplo, na frase “O menino joga futebol”, o verbo “joga” concorda com o sujeito “menino”, que está no singular. No entanto, em “Os meninos jogam futebol”, o verbo está no plural para concordar com o sujeito plural “meninos”.

Já na concordância nominal, os determinantes, adjetivos e substantivos devem concordar em gênero e número. Por exemplo, em “O auditório está lotado”, o adjetivo “lotado” concorda com o substantivo “auditório” em gênero e número.

Essas são regras básicas, o famoso “óbvio que precisa ser dito”. Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato comigo pelo Instagram @vanessaperinn. Será um prazer ajudá-la(o) a compreender a nossa língua materna.

 

 

0
0

A pontuação evitará ambiguidades. Por Vanessa Perin

Por Vanessa Perin30/04/2024 14h02

A pontuação é uma ferramenta fundamental na escrita, porque ajuda a transmitir o significado das frases de forma clara e precisa. Entretanto, muitas pessoas cometem erros de pontuação que podem levar a ambiguidades e mal-entendidos.

Por isso, o objetivo deste texto é mostrar a importância de utilizar a pontuação corretamente para uma comunicação eficaz tanto na vida pessoal quanto na profissional.

Um dos erros mais comuns de pontuação é o uso inadequado das vírgulas. Por exemplo, na frase “Vamos comer gente!”, a ausência de uma vírgula após “comer” pode gerar uma interpretação completamente diferente da que se pretende. Uma correção simples, como “Vamos comer, gente!”, elimina essa ambiguidade.

Outro erro comum é o uso excessivo de pontos de exclamação ou interrogação. Embora esses sinais de pontuação possam ser úteis para enfatizar uma ideia ou expressar surpresa, o uso excessivo pode confundir o leitor.

Utilizar a pontuação corretamente é essencial para evitar ambiguidades e garantir que a mensagem seja compreendida como pretendido. Ao dominar as regras básicas de pontuação, melhoramos significativamente a clareza e a eficácia da nossa comunicação, tanto na vida pessoal quanto na profissional.

Desvende os mistérios da escrita. Acompanhe-me no Instagram @vanessaperinn e coloque um ponto final nas suas dúvidas.

 

0
0

Livros são armas de transformação. Por Vanessa Perin

Por Vanessa Perin24/04/2024 14h49

“Na vida pessoal, a leitura é como um refúgio,

Permita viajar sem sair do lugar,

Explora emoções e ideias, sem fronteiras e sem prazo.

 

No contexto profissional, a leitura é alicerce,

Fundamenta decisões, amplia perspectivas, alimenta a criatividade.

É a ponte entre o conhecimento e a realização: o verdadeiro mapa da excelência.

 

Assim, na vida e no trabalho, a leitura se entrelaça,

Nutrindo a alma, fortalecendo a mente, moldando o ser.

Um hábito poderoso, que transcende, inspira e transforma.

 

Livro carrega mensagem por meio de palavras.

É uma arma de transformação.

É uma arma de consciência.

É a minha filosofia de trabalho.

Quanto mais conhecimento eu tenho, melhores decisões eu tomo.

Por isso, é sábio da nossa parte buscar conhecimento.”

23 de abril – Dia Mundial do Livro

E você, qual livro está lendo no momento?

0
0
1 2 17