Para uma melhor experiência neste site, utilize um navegador mais moderno. Clique nas opções abaixo para ir à página de download
Indicamos essas 4 opções:

Google Chrome Opera Mozilla Firefox Microsoft Edge
Ok, estou ciente e quero continuar usando um navegador inferior.

Quem é bom comunicador? Por Lúcia Búrigo

Por Lúcia Búrigo14/10/2022 17h48

No meio de um grupo de pessoas tem sempre aquele ou aquela que monopoliza a conversa, que é mais eloquente, que verbaliza suas ideias facilmente. Muitas vezes essa pessoa acaba sendo até invejada por outros tantos que pagam para não falar, com medo ou receio da opinião alheia. “Nossa, queria ser como fulano, que chega e já vai logo dando o recado”. Cuidado, como diria professor Cortella, nem sempre o mais falante é melhor comunicador do que o que fala pouco. Falar muito, não quer dizer se comunicar bem.

Observe, quem realmente domina uma conversa é quem, antes de tudo, pratica a escuta ativa. Ou seja, está totalmente presente, ouvindo com atenção para elaborar sua fala. A “escutatória”, portanto, é uma condição fundamental para que a oratória encante. Porém, é incomum encontrar alguém que dê o devido valor a escuta. Aliás, muitos treinam a oratória, mas raros são os que desenvolvem a habilidade de ouvir. Com a pressa dos dias atuais, a tendência é de que haja um atropelamento do outro num diálogo. Muito antes que este termine de expressar suas ideias, já tem alguém esbaforido pronto para sobrepor a fala que ainda nem acabou, não é verdade?

Mas, então quem é o bom comunicador de fato? Não é quem fala difícil ou muito. É quem se preocupa em entender o outro, em conhecer suas necessidades e expectativas de modo genuíno, para promover uma conexão autêntica por meio da comunicação. Sim, o bom comunicador é muito generoso, se preocupa em ser claro, se fazer entender, tendo a certeza de que é sua a responsabilidade pela compreensão do outro. Tanto que ele tem o cuidado de se certificar o que o outro captou.

Comunicar tem a ver com compartilhar. A etimologia da palavra remete ao latim: communis, isto é, dividir. Portanto, comunicação vem de tornar comum, gerando confiança, a partir da atenção, da verdade e da credibilidade. Quer ser um bom comunicador? Escute. Use essa tríade potente e valorosa. Se importe verdadeiramente com seu interlocutor e você vai ver como a comunicação fica fluida e eficaz.

Lúcia Búrigo – Sócia da Bossa Experiências Criativas, profissional de marketing e comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe essa notícia

VER MAIS NOTÍCIAS