16/04/2021  às 13hs43

Geral

Trotes para serviços de emergência resultam em multa de R$ 500


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação


A legislação prevê multa de R$ 500 a quem passar trote às centrais de emergência da polícia, do Corpo de Bombeiros ou do Samu. Tal ato é considerado crime e atrapalha o trabalho importante, e que salva vidas, desenvolvido pelas forças de emergências do Estado .


Conforme informações do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, entre janeiro e março de 2021, foram passados 3.385 trotes. No mesmo período de 2020, foram 5.320. Durante todo o ano de 2020, foram 14.826.

O trote aos serviços de emergência ocupam as linhas, evitando que a equipe atenda a ligações em que realmente haja a necessidade de atuação. Além disso, viaturas e profissionais podem ser empenhados para ocorrências que, na verdade, não existem, consumindo tempo, energia e recursos públicos.


A soldado Amanda Ribeiro concedeu entrevista ao Jornal da Guarujá nesta sexta-feira, dia 16, e falou sobre a importância de os pais orientarem aos filhos, já que estes transtornos são causados principalmente por crianças e adolescentes.


A multa é aplicada a partir da segunda ocorrência. Na primeira autuação, ocorre apenas advertência por escrito ao titular ou responsável pela linha telefônica de onde partiu a chamada. Em caso de reincidência, o valor dobra. Confira neste link!


16/04/2021  às 13hs43