15/04/2021  às 11hs06 - Atualizado em 15/04/2021  às 11hs19

Geral

IBGE aponta que 340 mil domicílios não possuem acesso à internet em Santa Catarina

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua são referentes ao ano de 2019.


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta quarta-feira, dia 14, dados a respeito de Tecnologias de Informação e Comunicação sobre o uso da internet domiciliar e também através de telefone móvel no ano de 2019 em Santa Catarina. Os dados são oriundos da PNAD Contínua [Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua].


Dos 2,6 milhões domicílios existentes no estado, a internet foi utilizada em 86,9%. Em 2018, correspondia a 83,6% e, em 2016, a 73,2%. Santa Catarina é o terceiro país com a maior proporção do país, ficando atrás apenas do Distrito Federal e de São Paulo. Em contrapartida, em 340 mil domicílios catarinenses, os moradores não fizeram uso da internet. Em 43% deste total, o motivo alegado foi a falta de interesse. A rede móvel com acesso à internet ou telefonia, por sua vez, não funcionava em 258 mil domicílios. O número equivale a 9,9% do total. Em 2018, era 8,2%.


"Embora o estado esteja entre aqueles com maior número de domicílios acessando a internet, ainda assim, temos um percentual de domicílios que não utilizou o serviço. Deste percentual, o maior motivo alegado foi, primeiramente, a falta de interesse em acessar a internet, com 43% dos domicílios. Já em 27% dos domicílios, nenhum morador sabia utilizar a internet, enquanto que, em 20%, o acesso à internet era cara para aquele morador. É importante frisar que a pesquisa se refere a 2019. Portanto, antes do início da pandemia. Em 2020, no entanto, a gente sabe que houve um aumento muito grande no acesso à internet, mas a pesquisa não abrange este período", informou o chefe da Unidade Estadual do IBGE, Roberto Kern Gomes.


15/04/2021  às 11hs06