03/09/2014  às 19hs33

Geral

Trabalho de manutenção e conservação segue nas rodovias

Obras de reparação iniciaram em junho e desem seguir até o fim do ano


Foto: Assessoria de Comunicação  SDR Criciúma

Foto: Assessoria de Comunicação SDR Criciúma

Desde março deste ano, o trabalho de manutenção e conservação das rodovias estaduais passou a integrar a lista de tarefas da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Criciúma (SDR). A determinação veio do Governo Estadual, por meio do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra).

“Já realizamos a Operação Tapa-buracos em rodovias importantes como a SC-390, que liga Orleans a Lauro Müller e também SC-443 que liga São Bento Baixo a Rio Cedro Médio”, ressalta o gerente de infraestrutura, Ricardo Brogni. “Até o momento oito rodovias receberam os serviços, em algumas, mais de uma vez”, completa.

Todos os municípios da região carbonífera são beneficiados de acordo com suas necessidades. Além da responsabilidade de corrigir as aberturas, dando fim aos buracos, a SDR também está trabalhando na limpeza e patrolamento das rodovias e suas margens.

As obras de reparação iniciaram em junho e o valor do recurso é suficiente para seguir com a operação pelo menos até o fim do ano, segundo o gerente de infraestrutura da SDR. “São três lotes, e duas empresas venceram o processo de licitação: Construções Vitória Ltda. ME, de Içara, e Crema Construções Ltda. EPP, de Criciúma. As empresas dividem as tarefas”, especifica Brogni.

O secretário regional, João Rosa Filho Fabris, acredita que as manutenções das vias estaduais são necessárias para a segurança dos motoristas, e que a SDR está trabalhando para acabar com esse problema. Ele ainda alertou que o sucesso da operação depende também do apoio e da participação da comunidade. “Nós não conseguimos monitorar todas as rodovias. É muita estrada e a nossa equipe para esse tipo de serviço é pequena. Contamos então com o apoio da população e das prefeituras e também da polícia rodoviária”, alerta Fabris.

Assim que o problema for identificado, seja ele um buraco ou ainda a vegetação alta as margens da estrada, a SDR precisa ser comunicada. “Tão logo isso seja feito, a gerência de infraestrutura programa a agenda para que o reparo seja feito”, esclarece o secretário regional. Todas as rodovias estaduais que fazem parte da 21ª região podem ser beneficiadas na operação.

Assessoria de Comunicação SDR Criciúma


03/09/2014  às 19hs33