22/01/2016  às 10hs41

Saúde

Médico vestido de super-herói surpreende crianças

Ele estava viajando com a esposa quando passaram por uma loja de materiais cirúrgicos e acabaram encontrando roupas hospitalares com tema de super-heróis


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Quando criança, difícil quem nunca sentiu aquele frio na barriga em uma visita ao consultório médico, aquele local tão diferente de casa e da escola. Em alguns casos, a criança sente-se inibida em conversar com o doutor sobre o que sente, por essa diferença de mundos que habita a cabeça dos pequenos.

Com o intuito de aproximar-se mais do pequeno paciente e deixá-lo confortável, além de humanizar o atendimento nos consultórios pediátricos, o doutor. André Calandrini inovou nas consultas que realiza no setor de alta complexidade do Hospital Nossa Senhora da Conceição. Ontem, as crianças o encontraram vestido de Batman e ainda ganharam um carimbo do super-herói. 

A intenção do doutor André é trabalhar desta maneira de forma continuada, utilizando-se de fantasias de outros super-heróis também, juntamente com a equipe de cirurgia pediátrica do HNSC. “Tudo foi acontecendo de forma despretensiosa. Mas as crianças adoraram e as mães também. O resultado foi muito positivo”, avalia André. 

O médico conta que sempre buscou realizar um atendimento mais humanizado. Ele lembra que há mais ou menos 18 anos, juntamente com a equipe de psicologia do hospital, criou um vídeo utilizando a própria filha, que na época era uma criança. “Neste vídeo mostrávamos para as crianças na internação como eram os setores pelos quais elas iam passar, para não se assustassem ao chegar no centro cirúrgico”, relembra o médico. 

Já sobre a roupa de Batman, André estava viajando com a esposa quando passaram por uma loja de materiais cirúrgicos e acabaram encontrando roupas hospitalares com tema de super-heróis. “A minha esposa achou muito legal e acabou chamando a minha atenção. Comprei do Batman e do Super-Homem. E como as crianças gostam bastante de mexer no meu carimbo, acabei comprando um do Batman também para elas usarem. As crianças perdem o medo e se sentem mais à vontade”, comemora o médico super-herói.

Diário do Sul


22/01/2016  às 10hs41