10/08/2020  às 11hs27

Geral

Incêndio no Parque Nacional de São Joaquim continua mobilizando autoridades



O ex-secretário de Agricultura, Luiz Cristóvão Crocetta, concedeu entrevista à Guarujá para falar a respeito dos focos de incêndio que estavam sendo avistados na comunidade de Três Barras, em Orleans, desde a última quarta-feira, dia 5, em uma área pertencente ao Parque Nacional de São Joaquim (PNSJ). O fato gera preocupação aos moradores da localidade e mobiliza autoridades.


Conforme informações, acredita-se que o incêndio ainda não foi extinto, tendo em vista que ainda há fumaça no local. O monitoramento continua. Conforme informações do Corpo de Bombeiros, é uma operação bem complexa para a extinção do fogo. Tanto o combate aéreo quanto o terrestre é inviável e inseguro, devido às condições geográficas e a dificuldade no acesso. Além disso, a distância do açude mais próximo ao foco do incêndio é de 10 quilômetros. Ainda não é possível estimar o tamanho da área atingida.


O comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Laguna e supervisor de área do 8º Batalhão de Bombeiros Militar, da região de Tubarão, 1º tenente Henrique José Schuelter Nunes, explicou que, para esta ocorrência, se faz necessário tanto o combate aéreo quanto o terrestre. "É uma operação bem complexa, bem difícil, operação quase de guerra. Teria que montar uma piscina, algo assim ali perto. Considerando que não há casas próximo ao local e que, por enquanto, não há chance de chegar próximo a residências, vamos continuar monitorando o incêndio. Além disso, se desse para ter certeza de que seria possível combater em dois dias, por exemplo, a gente teria deslocado, mas é como enxugar gelo. O fogo fica transitando em volta da gente e a gente não combate".


Confira a entrevista neste link


10/08/2020  às 11hs27