28/07/2020  às 09hs35 - Atualizado em 28/07/2020  às 10hs33

Geral

Dois médicos e uma enfermeira do Município de Orleans contraem coronavírus



Em entrevista à Guarujá nesta terça-feira, dia 28, o prefeito de Orleans, Jorge Koch, externou sua extrema preocupação a respeito da pandemia na região. Segundo ele, os atendimentos, casos confirmados e óbitos têm aumentado consideravelmente. Somente nas últimas 24 horas, na cidade, 11 pessoas positivaram para Covid-19.


"A coisa está complicada. Estou preocupado. Ontem nós tivemos muitos atendimento no Centro de Triagem. Foram mais de 45 pessoas atendidas durante o dia e a noite. A gente percebe que na região está aumentando drasticamente. Somente ontem, o número de mortes foram cinco na região, sendo três em Criciúma, um em Nova Veneza e um em Cocal do Sul", afirmou.


Outro fato que chamou atenção em Orleans é o número de trabalhadores da área da saúde diagnosticados com coronavírus e a dificuldade em encontrar profissionais disponíveis no mercado. "Nossa médica do Centro de Triagem positivou na quinta-feira e uma enfermeira positivou. Aí chamamos um médico da nossa rede, que também positivou. Realmente, a coisa ficou difícil. Já na sexta-feira, contratamos um outro médico, que trabalhou sexta e sábado o dia inteiro. Amanhã vamos tentar contratar mais uma médica. Já não tem mais profissionais no mercado", lamentou.


Neste domingo, 26, no Município de Orleans e nas demais cidade da Amrec, foi prorrogado por 14 dias o decreto que define medidas de combate ao novo coronavírus, tais como o uso obrigatório de máscara, distanciamento, horário de funcionamento, quantidade máxima de pessoas em restaurantes, bares e similares e entre outras restrições. O descumprimento pode acarretar em multa no valor de R$ 1.394,25 e interdição de estabelecimentos comerciais. Os prefeitos da região se reunirão novamente nesta terça-feira, dia 28, para decidir ou não pela manutenção do decreto.


Confira a entrevista completa neste link.


28/07/2020  às 09hs35