24/01/2019  às 17hs03

Esportes

De férias no Brasil, “Chapolin” revê familiares em Orleans

Atleta retornará para Bangcoc em meados de fevereiro.



Após mais uma temporada na Tailândia, onde atua pela equipe do Chonburi Bluewave, da capital Bangcoc, o atleta profissional de futsal Rudmar Venâncio, o “Chapolin” (na foto) atualmente curte férias no Brasil, mais precisamente no Sul de Santa Catarina. Entre Criciúma e Orleans, o jogador aproveita mais alguns dias de descanso para visitar e rever seus familiares e amigos.


Porém, dias desses, interrompeu por alguns instantes o descanso para atender a reportagem do Ligado no Sul. E dentre as principais situações destacadas, comentou que em 2018, um momento marcante na carreira foi poder disputar o Campeonato Mundial Interclubes, que foi realizado na Tailândia. No fim, o Chonburi, atual campeão asiático, ficou em quarto lugar, mas segundo “Chapolin”, jogou de igual para igual na ocasião com as grandes potências do futsal mundial como o Barcelona, da Espanha e as equipes brasileiras – Magnus Sorocaba/SP e a ACBF, de Carlos Barbosa, Rio Grande do Sul.


Já visando esta temporada, que será a sua sétima consecutiva no futsal asiático, “Chapolin” renovou o vínculo com o Chonburi até o mês de dezembro deste ano e, de acordo com o mesmo, pretende ainda jogar por mais dois ou três anos. Com retorno previsto para o início de fevereiro, as competições iniciarão por lá em 15 de março, com a Liga Nacional da Tailândia, que conta com quatorze equipes. Em seguida, será a vez da Copa da Liga e provavelmente em setembro, o Mundial Interclubes que mais uma vez será em Bangcoc.


Ainda durante a entrevista, Venâncio antecipou uma novidade: irá se naturalizar. No ano que vem na Lituânia, haverá a Copa do mundo de futsal entre seleções e conforme o mesmo, poder quem sabe disputar esta competição seria a coroação de sua brilhante carreira no esporte: “caso aconteça, será muito bom. Já está praticamente tudo acertado para que eu possa me naturalizar”, disse. Além da Tailândia, já atuou na Ásia também no futsal do Irã pelo GitiPassand e na Europa, pelo Benicarló/Valência, da Espanha. Todavia, o início de tudo se deu ainda na Cidade das Colinas e depois, na Anjo Química, de Criciúma. Passagens por Chapecó e pela Malwee, de Jaraguá do Sul, também fazem parte de sua trajetória.


Já em relação a títulos, “Chapolin” destaca as conquistas pela Anjo tais como o Estadual Juvenil e Adulto, o Juvenil Taça Brasil e Seleção Catarinense. Pela Malwee, a Taça Brasil Adulto e por Chapecó, a conquista dos Jasc – Jogos Abertos de Santa Catarina. No futsal espanhol, a Copa da Espanha pelo Benicarló/Valência, enquanto que no Irã, foi três vezes campeão da Liga Nacional e duas da Copa da Ásia pelo GitiPassand. Pra fechar, na Tailândia até o momento são seis ligas nacionais, 5 Copa da Liga e dois títulos asiáticos de clubes.  


 


24/01/2019  às 17hs03