13/09/2019  às 16hs42

Esportes

Brasil estreia com derrota na Copa Davis

João Menezes foi derrotado por 2 sets a 1 para o barbadense Darian King.


Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus

Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus


O Brasil estreou com derrota na Copa Davis, disputada entre hoje e amanhã na Sociedade Recreativa Mampituba em Criciúma. O tenista brasileiro João Menezes perdeu por 2 sets a 1 para o barbadense Darian King, após parciais de 6/3, 4/6 e 2/6 a favor de King.


O brasileiro chegou abrir vantagem ao vencer o primeiro set, até com certa facilidade. No entanto, a partir do segundo, Darian King cresceu no duelo e conseguiu a virada. Em entrevista coletiva após a derrota, João Menezes listou as lições tiradas com o revés.


Antes do confronto eu já tinha sido avisado que jogar a Copa Davis tem uma sensação diferente. É uma tensão maior e acabamos mais contundentes que no circuito. Não consegui manter o ritmo e por isso a vitória foi dele. Eu estava um pouco cansado e ele soube lidar melhor com essa situação. 


João Menezes, tenista brasileiro


João Menezes volta à quadra neste sábado, quando enfrenta Haydn Lewis. E já traçou uma nova estratégia para obter a primeira vitória na Copa Davis. “Tenho que tentar mandar mais durante os pontos. Meu jogo deve ser mais ofensivo. Quando fui mais ofensivo, levei vantagem. Preciso fazer isso por mais momentos”, explica.


O lado vencedor


Sorridente após vencer na estreia da Copa Davis, Darian King soube lidar com a pressão para superar João Menezes. Nem a derrota no primeiro set, muito menos a pressão realizada nas arquibancadas derrubaram a confiança de King. "Fico muito feliz com a vitória e não tive problemas para lidar com a pressão. Amo defender a minha seleção e amo jogar a Copa Davis. Em Barbados, as seleções também enfrentam a mesma situação", avaliou. 


Neste momento estão em quadra os tenistas Thiago Monteiro e Haydn Lewis. Vale lembrar que o vencedor entre Brasil e Barbados garante vaga aos playoffs do grupo Mundial, que acontece em 2020.


 


Fonte: Engeplus.


13/09/2019  às 16hs42